Epic Games - Fortnite Battle Royale

A menos que você tenha vivido em um buraco, sabe que o Fortnite é o maior vídeo game existente no momento. O fenômeno dos jogos de battle royale da Epic Games é popular entre jogadores mais velhos e os jovens. De fato, algumas crianças sentem uma pressão intensa para ter um bom desempenho e reivindicar a cobiçada posição número um. Por causa disso, vários pais estão contratando ‘tutores’ para ajudar seus filhos a melhorarem no jogo. Não, essa matéria não é uma de nossas paródias, apesar de parecer com uma.

Essa notícia foi encontrada na The Wall Street Journal, que publicou um artigo interessante sobre o assunto. Alguns pais estão de fato pagando tutores de Fortnite US$ 20 dollares ou mais por hora para ensinar seus filhos a jogar melhor. Os tutores não são novidade no mundo dos jogos. No entanto, não é comum ver tutores ensinando crianças. Mas nem isso é tão estranho também. Como o artigo aponta, isso equivale aos pais que pagam treinadores para ajudar seus filhos a melhorar no beisebol ou no basquete.

Epic Games - Fortnite Battle Royale
Epic Games

O outro aspecto interessante é que as crianças realmente sentem-se pressionadas para da o seu melhor em Fortnite. Aparentemente, ser bom/excepcional no jogo ajuda na sua posição social.

“Há pressão para não apenas jogar, mas para ser realmente bom nisso”, disse Ally Hicks, que é gerente de projetos de Winchester, na Inglaterra. “Você pode imaginar como isso foi para ele na escola.”

Um pai chamado Nick Mennen disse que seu filho de 12 anos agora está “tendo de 10 a 20 vitórias”. Aparentemente, o filho de Mennen agora é tão bom que ele pode facilmente vencê-lo em Fortnite. Neste caso, parece que é dinheiro bem ‘gasto’.

Essa história me faz sentir como um velho e por fora dessa geração. Eu realmente não entendo. O conceito de contratar um treinador para nos ajudar a melhorar em Super Mario Bros. 3 ou Donkey Kong Country teria sido insano. Eu sei de fato que minha mãe não teria pago um treinador para me ensinar a jogar melhor. Mas suponho que alguém que cresceu jogando e agora é um pai pode entender isso. Bem, exceto eu que nem sou pai ainda mas mesmo se fosse, eu acho estranho. Se os pais estão dispostos a gastar dinheiro assim para mantê-los felizes, então suponho que não há nada errado com isso.